Terça-feira, 26 de Maio de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

ARMAZéM LITERáRIO >

Como organizar e redigir trabalhos científicos

Por Celso Ferrarezi Junior em 15/02/2011 na edição 629

O ensino superior de graduação já foi privilégio de poucos no Brasil. A pós-graduação, então, nem se fala: apenas alguns chegavam lá. Entretanto, o processo de democratização do ensino superior no país ocorrido nos últimos anos levou milhares de pessoas a esses níveis de estudo. Programas de educação a distância também multiplicaram cursos e habilitações.

Como forma de comprovar as competências adquiridas pelos alunos ao longo da jornada acadêmica, todos esses cursos exigem a elaboração de um trabalho final. Na graduação e na pós-graduação em nível de especialização (lato sensu), esse trabalho é comumente chamado de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso). O TCC pode ser uma monografia ou um artigo científico, conforme a proposta de cada instituição. Em cursos de mestrado, o trabalho final adquire a forma de uma dissertação de mestrado e, nos cursos de doutoramento, deve ser uma tese doutoral. Cada um desses trabalhos finais tem características, formato e dimensão específicos.

Infelizmente, muitos alunos não recebem em seus cursos todas as informações necessárias para a elaboração desses trabalhos complexos. São obrigados a pesquisá-las por conta própria e, diante das dificuldades, muitos se veem perdidos e desmotivados. Alunos que teriam plena condição de fazer seu TCC, dissertação ou tese e apresentá-lo orgulhosamente à instituição, acabam sucumbindo no meio do processo por falta de orientação. Uma minoria chega a optar por caminhos escusos e altamente reprováveis, como pagar por ajuda externa, plagiar textos existentes ou mesmo comprar o trabalho pronto de escritórios ilegais especializados em vendas de trabalhos acadêmicos, diretamente ou pela internet.

Material de referência

Este livro, escrito com base nas experiências em orientações de graduação e pós-graduação que tive, vem em socorro dos alunos com dificuldades para organizar e redigir seus trabalhos. No formato passo a passo, traz todas as informações necessárias para a elaboração de trabalhos finais de boa qualidade, sejam eles artigos, monografias, dissertações ou teses. Nada de dicas e macetes para cortar caminho! Mas, sim, instruções claras sobre a melhor maneira de elaborar e apresentar um texto acadêmico, desde o projeto inicial até a redação final no formato esperado pela instituição. Essas instruções vêm ilustradas com exemplos retirados de trabalhos reais, elaborados nas mais diversas áreas de pesquisa, apresentados e aprovados em boas instituições brasileiras.

É claro que o livro não traz minúcias sobre as orientações de procedimentos particulares de cada área de pesquisa, pois elas devem, obrigatoriamente, fazer parte do programa acadêmico e podem ser obtidas nos cursos específicos sobre os métodos e as técnicas das disciplinas. O importante é que aqui estão acessíveis os procedimentos comuns de elaboração e apresentação de textos acadêmicos, do projeto ao trabalho final. Esta obra não adota as regras prescritas para um trabalho científico, pois o formato ‘livro’ atende a outros critérios, diferentes dos da produção acadêmica normatizada. Tenho certeza de que se trata de um material de referência, essencial para todos os alunos de programas nível superior. Por isso mesmo, sinto-me feliz por apresentá-lo a você. Bom proveito e um ótimo trabalho!

Qualidade e respeito ao leitor

A figura do cientista maluco, descabelado e sujo, que salva o mundo sozinho, usando tubos de ensaio velhos em seu laboratório secreto localizado em algum porão faz parte do imaginário de muitos estudantes. Essa imagem, que é alimentada em filmes e outras obras de ficção, decididamente não corresponde à realidade do fazer científico.

O verdadeiro fazer científico é coletivo, é obra que se toca a várias mãos, com confluência de esforços e conjunção de inteligências. Este livro é uma prova disso. Foi graças à participação das pessoas relacionadas a seguir que consegui reunir um conjunto extremamente significativo de exemplos de textos de projetos e de trabalhos científicos de diversas áreas do conhecimento humano. São textos reais de pessoas reais, que fazem ciência de verdade em um mundo que não sobrevive de fantasiosos laboratórios de porão. A todas elas, a minha mais sincera gratidão.

É uma grande honra para mim compartilhar com esse grupo de profissionais e com os editores, os professores Jaime e Carla Pinsky, parte dos créditos do trabalho de elaboração de um livro de referência para um grupo significativo de estudantes de graduação e pós-graduação que buscam uma orientação acessível e segura para o desenvolvimento de seus trabalhos científicos. Sou muito grato também à equipe da Editora Contexto, que, de forma muito especial e ativa, participou na construção desta obra, dando a ela um caráter inovador e imprimindo sua marca característica de qualidade e respeito ao leitor.

No encontro das lições, o equilíbrio

Embora muitos duvidem, cientistas são humanos. Assim como estudantes que estão começando sua carreira, cientistas também se decepcionam, pensam em desistir e procuram ajuda no coração, além de buscá-la na razão. O fazer científico também é influenciado pela subjetividade do autor; traços de caráter, concepções morais e éticas, perseverança e disciplina pessoal interferem de maneira inescapável nos resultados do trabalho.

Por isso, creio que cabem aqui mais dois agradecimentos muito especiais. O primeiro, à minha mãe biológica, Yvone Ferrarezi, que me ensinou a me libertar da forma. O segundo, à minha mãe adotiva, Iara Maria Teles, que me (re)ensinou a importância da forma. No encontro das duas lições, achei o equilíbrio.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem