Sábado, 04 de Julho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

ARMAZéM LITERáRIO >

Imprensa reage contra o
aumento dos parlamentares

Por Luiz Antonio Magalhães em 16/12/2006 na edição 314


Leia abaixo os textos de sexta-feira selecionados para a seção Entre Aspas.


************


O Estado de S. Paulo


Sexta-feira, 15 de dezembro de 2006


CASO PIMENTA NEVES
Juliano Machado e Laura Diniz


Polícia considera Pimenta foragido


‘Um dia depois de o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) ter recebido ordem judicial para prender o jornalista Antônio Marcos Pimenta Neves, o paradeiro do assassino confesso da também jornalista Sandra Gomide permanecia desconhecido. ‘Ele é considerado um foragido’, disse o delegado Armando de Oliveira Costa Filho, chefe do DHPP.


Segundo ele, a ordem de prisão é de pleno conhecimento da defesa de Pimenta e os policiais não o encontraram em nenhum dos endereços que constam no processo. ‘Os advogados tiveram toda a chance do mundo de nos contatar e apresentar o cliente’, afirmou.


O advogado Carlos Frederico Müller, que representa Pimenta, foi ontem à casa do jornalista, pegou a torre da CPU de um computador e, antes de ir embora, negou que o cliente esteja foragido. ‘Ele não está na residência dele. Está em local sabido’, declarou o defensor.


Müller protocolou anteontem uma petição no Tribunal de Justiça (TJ) pedindo uma audiência com os desembargadores da 10ª Câmara Criminal para combinar a apresentação de Pimenta à polícia, por uma questão de segurança. Segundo ele, Pimenta e os advogados ‘foram quase mortos pela população’ no Fórum de Ibiúna, em maio, quando o jornalista foi condenado a 19 anos de prisão.


‘A turma julgadora (10ª Câmara) já cumpriu sua função jurisdicional apreciando os recursos e determinando a expedição de mandado de prisão contra o apelante (Pimenta). Por outro lado, incumbe à autoridade policial o cumprimento do mandado (de prisão), devendo zelar pela integridade física do preso’, entendeu o desembargador Fábio Gouvea. Ele foi um dos três magistrados que negaram ontem a apelação do jornalista pela anulação do júri de Ibiúna e a realização de outro.


Também ontem a ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), pediu informações ao TJ para decidir se concede ou não habeas-corpus pedido pela defesa do jornalista. Provavelmente, os advogados esperam o posicionamento dela, com esperança de uma liminar, para decidir se ele irá se entregar.


A maioria dos moradores da rua de Pimenta disse que não o via desde a semana passada. Segundo a publicitária Irene Gut,seu marido viu o jornalista sair de casa na sexta-feira, levando uma mala no carro. O marido pediu para não ser identificado. ‘Não tenho certeza se foi na sexta, no sábado ou domingo de manhã, mas lembro que ele colocou uma mala de viagem em um Peugeot bordô.’


Às 20h30 de ontem, um carro do DHPP passou na rua onde mora o jornalista, parou em frente à casa dele e pegou um homem que estava sentado na calçada, provavelmente um policial à paisana.


COLABORARAM MARCELO GODOY E FABIANO RAMPAZZO’


TELEVISÃO
Keila Jimenez


Aos pecados capitais


‘Você acha que Vladimir Brichta e Marcello Antony causam inveja nas pessoas? E Selton Mello? Seria ele um exemplo de soberba? Imagina Lázaro Ramos como alguém avarento? Pois eles são as estrelas de Os 7 Pecados Capitais, quadro criado e dirigido por João Falcão, que vai ao ar neste domingo no Fantástico. São esquetes de quatro minutos cada um, todos gravados em setembro, que serão espalhados ao longo do programa.


Cada esquete aborda um ou mais pecados capitais com bom humor. Brichta e Antony vivem dois amigos que adoram causar inveja um ao outro. Bruno Garcia encara um monólogo sobre a ira, vivendo um cara que tem raiva do mundo. Deborah Secco exercita toda a sua luxúria em um discurso sobre sexo. Já Luana Piovani paga academia e não vai, sabe que tem de se exercitar, mas nasceu para ser a rainha da preguiça. Selton Mello veste a soberba, fazendo um personagem que acredita na teoria da conspiração.


Betty Goffman e Aramis Trindade discutem sem parar sobre comida no esquete sobre a gula. Já Lázaro Ramos economiza cada segundo do seu precioso tempo provando que a avareza não é um pecado ligado ao dinheiro.’


Beatriz Coelho Silva


Central da Periferia reformulado


‘Regina Casé pretende reformular o Central da Periferia, uma vez que já recebeu o O.K. da Globo para que a atração permaneça na grade em 2007. ‘Quero sair daquele esquema de palco e música, para dar ênfase a outros aspectos da cultura da periferia que também são importantes’, diz. Regina festeja também o sucesso do quadro do Fantástico, Minha Periferia que, no último domingo, levou um menino do asfalto a visitar a Favela Santa Marta, no Rio. ‘O quadro durou 8 minutos e a audiência subiu um ponto por minuto’, ela conta.’


Universal afasta séries e exibe filmes


O Universal Channel não quer perder a audiência do horário de suas séries mais famosas no fim de ano. House, Psych, The 4400, Crossing Jordan, Law&Order e Law&Order: Special Victims Unit saem do ar para dar espaço a uma maratona de 200 horas de filmes no canal, que exibirá Um Grande Garoto, Simplesmente Amor, Do Que as Mulheres Gostam, Identidade Bourne, A Gaiola das Loucas, Tudo para Ficar com Ele, entre outros. Os capítulos inéditos das séries do horário nobre do canal voltarão em janeiro. A maratona de filmes começará no dia 23 de dezembro, ao meio-dia, e terminará no dia 2 de janeiro, às 6h30.’


************


Folha de S. Paulo


Sexta-feira, 11 de dezembro de 2006


FSP vs. SUPER SALÁRIO
Editorial


Escárnio no Congresso


‘EM NOVA atitude de desprezo pela opinião pública, deputados e senadores decidiram elevar seus salários em 90,7%. Com o aumento, seus vencimentos passarão dos atuais R$ 12.900 para R$ 24.600.


O valor equivale ao salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal, o máximo permitido pela Carta. Os quase R$ 25 mil, no entanto, estão longe de representar tudo o que o contribuinte gasta com os parlamentares -há ainda R$ 50 mil mensais em verbas de gabinete, R$ 15 mil para manterem escritórios em seus Estados, além de recursos para habitação, viagens, correio etc.


A iniciativa é inoportuna por razões simbólicas e concretas. O aumento deverá produzir um efeito cascata que custará ao erário pelo menos R$ 1,7 bilhão anual -quantia comparável à que o governo federal reserva para investir em aeroportos, portos e hidrovias ao longo de 2007.


A Constituição prevê que os salários dos 1.059 deputados estaduais e distritais e dos 51.819 vereadores do país sejam fixados proporcionalmente ao do deputado federal. Os quase R$ 2 bilhões em despesa extra são uma estimativa conservadora -não leva em conta as casas que pagam 14º e até 15º salário nem que vários assessores têm o rendimento atrelado ao do legislador.


É um acinte quase dobrar o próprio salário ao cabo de uma legislatura desastrosa -maculada por dois dos maiores escândalos do ciclo democrático recente. Fazê-lo no momento em que se discute a necessidade de reduzir despesas na Previdência por meio da diminuição dos reajustes no salário mínimo é escarnecer da população mais pobre.


Deputados e senadores se aproveitam dos estertores de uma legislatura já desacreditada para lançar-lhe o ônus de uma iniciativa que lhes trará benefícios privados à frente. É por conta desse tipo de esperteza que o descrédito do Congresso cresce em ritmo comparável ao dos salários de parlamentares.’


TODA MÍDIA
Nelson de Sá


Lágrimas e mais lágrimas


‘Ao vivo nos canais de notícias e canais abertos menores, depois também nos telejornais, Lula chorou, Dilma Rousseff também, no momento em que ele foi diplomado presidente e disse que o povo escolheu ‘sem intermediários’, sem ‘formadores de opinião’. Um dia antes, Heloísa Helena também chorou nos telejornais e vídeos da web -e Romeu Tuma com ela.


É o fim do ano, mas também o fim de quatro anos que fecham com manchetes quase unânimes, ontem dos portais aos telejornais, ‘JN’ à frente, sobre os parlamentares que decidiram ‘dobrar seus salários’.


MUITO BOM PARA O MERCADO


Nas avaliações sem fim do ciclo eleitoral na América Latina, ontem foi a vez de Will Landers, que gerencia o fundo da Merrill Lynch. Ele diz ao ‘FT’ que ‘as maiores forças agora agem em favor de políticas moderadas amplamente favoráveis aos investidores’. E ‘o exemplo mais importante é a administração do presidente Lula no Brasil’, que detém mais da metade do mercado de capitais:


– O primeiro mandato de Lula foi muito bom da perspectiva do mercado. Ele manteve a disciplina fiscal.


Em tempo, Landers vê espaço para cortar mais os juros.


BRASIL VS. ÍNDIA


No editorial ‘Cooperação funciona melhor do que competição’, o indiano ‘Financial Express’ trata das ‘audaciosas incursões corporativas’ dos BRICs (Brasil, Rússia, Índia e China), citando os casos de Vale e CSN, esta em plena disputa com a indiana Tata:


– Não é surpresa que as empresas BRIC entrem em conflito para assegurar bens em todo o mundo. Mas também é verdade que as economias BRIC estão cooperando.


Cita a ‘aliança Índia-Brasil-África do Sul’ e defende o caminho da ‘coopetição’ em vez da ‘competição aberta’.


De todo modo, segundo o site do ‘Wall Street Journal’, a Tata negocia com a Fiat para produzir caminhões na Argentina -e vender ao Brasil.


BRASIL VS. CHINA


No título do ‘Financial Times’, ‘China e Brasil se preparam para queda-de-braço sobre os preços globais’ de ferro. Pela primeira vez, no ano que termina, foi a China que comandou as negociações pelos produtores de aço, não mais o Japão. Usou ‘mão pesada’ para conter preços dos fornecedores, Brasil à frente, mas acabou ‘capitulando’.


Desta vez será ‘diferente’, dizem os chineses. A Baosteel quer diminuição de 5% a 10% nos preços. A Vale quer alta de 10% a 25%. A aposta dos analistas é de elevação de 10%.


Do despacho da agência estatal chinesa Xinhua, ontem, ‘escandalizada com o aumento massivo de 19% no último ano, a China espera níveis mais aceitáveis para 2007’.


No ‘LA Times’, ‘Fim sombrio para uma busca por amor’; depois, ‘Raymond deu dinheiro, presentes e afeto à sua namorada, e autoridades dizem que ele pagou com a vida’


‘LOVE AND DEATH IN BRAZIL’


Hollywood ganhou ‘sinal verde’ para lançar, em dias, nova produção com o Brasil mal na fita, ‘Alpha Dog’. É sobre Jesse James Hollywood, que fugiu para cá acusado de homicídio na Califórnia. Desta vez é com Bruce Willis.


E o ‘Los Angeles Times’ agora dá na capa outra história que promete roteiro, na longa reportagem ‘Americano encontra amor e morte no Brasil’. Ele se apaixonou por uma brasileira pela internet e terminou assassinado e sem dezenas de milhares de dólares, em São José dos Campos.’


TELEVISÃO
Laura Mattos


Pica-Pau ‘bomba’ na TV e faz a Record deixar o SBT para trás


‘Um velho coringa da televisão tem causado turbulência na acirrada guerra pelo segundo lugar de audiência. Depois de passar pela Globo e pelo SBT nos últimos anos, ‘Pica-Pau’ entrou no final das tardes da Record e ‘bombou’ no Ibope.


Exibido às 18h há exatamente um mês, o desenho roubou do SBT o segundo lugar de audiência, deixando para trás até o antes imbatível ‘Chaves’.


Nesta semana, Silvio Santos, de surpresa como sempre, mudou a programação para tentar combater o efeito ‘Pica-Pau’. Colocou no horário o novo programa ‘Minha Vida É uma Novela’, com dramatização de histórias reais. Mas o desempenho de audiência do SBT piorou.


Na terça-feira, a ‘Turma do Pica-Pau’, que vem obtendo sete e oito de média, registrou seu recorde desde a estréia na Record: dez pontos, com picos de 12, contra quatro do SBT (cada ponto equivale a 55 mil domicílios na Grande São Paulo).


Nessa faixa de audiência, o SBT chega a empatar com a Cultura (infantis) e Bandeirantes (esportes e jornalismo).


A Record está veiculando episódios mais novos do ‘Pica-Pau’, do final dos anos 90, que antes estavam com o SBT. Animada com o desempenho do personagem, a emissora decidiu estrear no próximo mês a chamada ‘safra clássica’, com desenhos antigos, anteriormente sob domínio da Globo.


A ‘Turma do Pica-Pau’ faz parte de um pacote de produções comprado pela Record da distribuidora Universal, que inclui também filmes e séries, como ‘Lei e Ordem’ e a badalada ‘Heroes’, ainda inédita no país.


Antes de ‘Pica-Pau’, a Record estava veiculando o seriado enlatado ‘Xena, a Princesa Guerreira’, que em setembro e outubro não conseguiu tirar do SBT a vice-liderança no Ibope.


Álvaro Moya, veterano de televisão e especialista em histórias em quadrinhos, mostra-se admirado com a sobrevivência de ‘Pica-Pau’, criado na década de 40 pelo cartunista norte-americano Walter Lantz. ‘O Pica Pau foi ao ar pela primeira vez no Brasil em 19 de setembro de 1950, na Tupi, um dia após a inauguração da televisão no país. É incrível que esteja no ar até hoje e seja sucesso’, diz.’


***


Morreu mesmo?


‘Uma semana após a MTV decretar a ‘morte’ do videoclipe, o canal pago VH1 anuncia que ampliará o espaço dos clipes, segundo o site ‘Tela Viva’. Seguem investindo nesse segmento outros canais ‘jovens’, como Play TV, TV Mix e Multishow.


Para a MTV, clipes não dão ibope. A emissora decidiu tirar do ar até o ‘Disk MTV’, uma parada dos videoclipes mais pedidos no dia, lançada em 90. O ‘Tela Viva’ lembra que VH1 e MTV Brasil têm como acionista comum a norte-americana Viacom. A MTV Brasil seria responsável pela programação do VH1, o que acabou não ocorrendo após desentendimento entre a Viacom e o Grupo Abril, do qual a MTV brasileira faz parte.’


************

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem