Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

CADERNO DA CIDADANIA >

Woodward se explica em entrevista

24/11/2005 na edição 356

Em entrevista no programa de Larry King, na CNN, na segunda-feira (21/11), Bob Woodward detalhou os eventos que o levaram a se desculpar com o editor-chefe do Washington Post, Leonard Downie Jr., por não o ter notificado de seu envolvimento no caso Valerie Plame.


Na semana passada, o jornalista prestou depoimento ao promotor Patrick Fitzgerald, que investiga há dois anos o vazamento da identidade secreta da agente da CIA, e revelou publicamente que soube da identidade de Valerie antes da informação ser divulgada pela imprensa, em 2003. A fonte de Woodward continua em sigilo.


Na entrevista a King, o jornalista contou que em outubro procurou a fonte e ela respondeu que teria que prestar depoimento e contar a verdade. ‘Eu entendi que seria sugado para dentro disto’, afirmou Woodward, ‘e perguntei à fonte se eu estava livre para testemunhar. Ela respondeu que sim’. O jornalista só não foi liberado do compromisso de confidencialidade no que diz respeito a divulgar ou debater publicamente a identidade da fonte e suas conversas.


Perguntado como pôde comentar o caso em programas de televisão sem revelar seu envolvimento, o jornalista disse: ‘Eu tento dar o máximo de informação que posso, mas é inevitável – se estou fazendo meu trabalho, cavando informações sobre a administração Bush, sobre a natureza desta guerra, sobre a CIA – que não possa falar sobre certas coisas’.


Downie Jr. afirmou publicamente que acreditava que Woodward havia cometido um erro em não informá-lo do que sabia e que não deveria ter dado suas opiniões sobre a investigação e sobre Fitzgerald na TV. O jornalista teria afirmado, em um de seus comentários públicos, que o comportamento do promotor era ‘vergonhoso’. Na entrevista, Woodward se corrigiu; disse que, na ocasião, referiu-se ao fato de ser vergonhoso ‘termos uma investigação onde repórteres são intimados a depor’. Ele afirmou ainda que Fitzgerald ‘respeitou a Primeira Emenda’ durante seu depoimento.


Questionado se o episódio teria ferido sua reputação, Woodward respondeu que ‘isso é para outras pessoas julgarem’. Informações de Howard Kurtz [The Washington Post, 22/11/05].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem