Quinta-feira, 28 de Maio de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

CADERNO DO LEITOR >

A diferença entre liderar e gerenciar

Por Cleyton Carlos Torres em 15/02/2011 na edição 629

Antes de tudo, devemos deixar bem claro que uma boa ação empresarial nas redes e mídias sociais deve conter esses dois ingredientes, sem escala de importância maior para um do que para outro. A diferença crucial é saber lidar com esses dois pontos de maneira simultânea e eficiente, tirando o máximo de proveito dessas duas vertentes e não deixando que as mesmas entrem em colisão. Gerenciar redes sociais requer grande visão de organização. Produzir, compartilhar e gerenciar conteúdo não é uma prática simples e requer toda a atenção possível por parte do profissional que irá assumir esse departamento. Quanto maior seu grau de organização, maior será sua eficiência em gerenciar tais mídias.

O gerenciamento de redes sociais não produz um impacto tão significativo se o assunto for uma mudança radical no rumo da ação. Gerenciar, aqui, está mais vinculado com manter um rumo produtivo do que criar caminhos próprios. O gerenciamento requer organização, agrega conteúdo e vincula os líderes em um mesmo séquito comunicacional digital.

Na liderança, a empresa deve fazer uso de sua influência nas redes sociais. O gerenciamento guia toda a ação em um rumo produtivo, mas a liderança é capaz de criar novas opções e imputar mudanças radicais no trajeto que a empresa está tomando.

Liderança e gerenciamento nas redes sociais devem caminhar juntos, pois é necessário ter total controle do que é realizado e procurar organizar o conteúdo gerado nessas mídias, mas é de suma importância influenciar os usuários dessas redes, seja com a influência da própria empresa ou através da influência sobre os líderes que já existem na internet.

Os dois lados da moeda

Essa influência sobre os líderes que já existem se baseia no ato de influenciar uma influência, ou seja, se você possuir um bom gerenciamento nas redes sociais e conseguir fazer com que grandes formadores de opinião se alinhem ao pensamento da sua empresa, você estará em boas mãos. Um não anda sem o outro. Não há como ter um ótimo gerenciamento sem o aproveitamento dos formados de opinião das mídias sociais. Assim como não serve de nada ter os líderes ao seu lado sem uma organização eficiente de todo o conteúdo que é produzido e compartilhado.

Com um gerenciamento competente e uma boa influência sob os líderes que formam opinião na web, você conseguirá tirar grande proveito de uma ação nas mídias e redes sociais. Organizar e gerar uma participação espontânea dos usuários é fundamental para toda empresa 2.0. Um não vive sem o outro, pois você precisa dos dois lados da moeda para que ela realmente tenha algum valor.

******

Jornalista, blogueiro, pós-graduado em Assessoria de Imprensa, Gestão da Comunicação e Marketing e pós-graduando em Política e Sociedade no Brasil Contemporâneo, São Paulo, SP

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem