Sábado, 06 de Junho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

O rádio a serviço do meio ambiente

Por Francisco Djacyr Silva de Souza em 13/03/2012 na edição 685

O rádio tem grande importância, tem grande penetração em todas as classes sociais e tem o dever moral de garantir uma programação que atenda aos interesses da população em geral e certas temáticas devem fazer parte das programações para contribuir com a construção de aspectos de cidadania, respeito e garantia dos direitos fundamentais do homem. A vida moderna, pautada na lógica do consumismo e na visão utilitarista dos recursos naturais, nos leva a uma grande preocupação com o futuro do planeta e dos seres que nele vivem. Deste modo, com o incentivo de um projeto escolar denominado Projeto Ecogalera, surgiu a ideia da criação de um programa de rádio que procurasse desenvolver o respeito ao meio ambiente e a luta na construção de um mundo melhor para todos.

Em circuitos comerciais do rádio atual o programa tornou-se praticamente impossível de ser veiculado, pois há muitos interesses econômicos neste mundo e, claro, poucas são as possibilidades de garantir a veiculação de um programa neste nível de aceitação por parte dos “barões da mídia”. Diante de tal realidade, foi-se buscar a veiculação do programa em uma rádio comunitária que dá liberdade e oportunidade de desenvolvimento sem os trâmites de interesses que hoje motivam o mundo do rádio. Assim, surgiu oPrograma Ecorádioque é um programa de rádio que visa, sobretudo, a promover uma ação de conscientização ecológica, mudança de hábitos de consumo, conhecimento do mundo natural, dicas ambientais, informações sobre grandes nomes da vida social, política e ecológica do planeta e higienização cultural, através de músicas que tenham o sentido ecológico e a possibilidade de formação de mentes e criação de oportunidades de pensar a vida e o mundo em que vivemos.

Uma experiência única

A dinâmica do programa é simples e tem como objetivo debater e divulgar as questões socioambientais de nosso planeta fazendo com que o rádio seja uma porta de ação para o desenvolvimento de processos verdadeiros e efetivos de educação ambiental, que é referendada na Constituição mas pouco desenvolvida na prática. A temática do programa versa sobre informações ambientais relevantes e traz sempre pessoas que tenham relações com a questão ambiental procurando oportunizar aos ouvintes momentos de discussão, debate e pesquisa para gerar mecanismos de reflexão sobre natureza, sociedade e, sobretudo, a construção de uma vida digna.

Hoje, o programa vem sendo veiculado na Rádio Costa Oeste FM, no bairro de Antônio Bezerra, em Fortaleza, no estado do Ceará, e tem uma aceitação que é adequada à geração de um mundo melhor, mais digno e justo no quesito meio ambiente. A dinâmica do programa tem também a função de ressaltar o papel do rádio como instrumento de grande versatilidade e importância na construção de uma nova relação do homem com o ambiente e com seus semelhantes. O programa, em suas várias edições de duas horas, tem uma situação de alertar aos homens e ouvintes sobre o que se passa no mundo em termos ambientais e visa sempre à possibilidade de mudanças. O rádio, quando é bem aproveitado, pode gerar momentos de informação, alegria, musicalidade e educação em todos os sentidos, pois é ou não é esse o papel do rádio?

Rádio é informação, cidadania, respeito aos homens e ao meio ambiente e é nessa perspectiva que o Programa Ecorádiovais se efetivando como única experiência de rádio na temática ambiental em Fortaleza. É um momento de alegria pessoal e de voluntariado à serviço da construção da dignidade ambiental. Viva o rádio e, sobretudo, o rádio de cunho jornalístico-ecológico… Isso, sim, é rádio…

***

[Francisco Djacyr Silva de Souza é professor, Fortaleza, CE]

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem