Sábado, 06 de Junho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

ENTRE ASPAS >

Falta cumprir a lei

Por Anderson Dias em 22/02/2011 na edição 630

Num momento em que o país declara guerra contra a pedofilia, o que se pode notar mais uma vez, e que é observado por todos, é que novamente a justiça dá uma brecha na lei. Se, em todo o Brasil, programas de TV e uma grandiosa campanha pedem que haja denúncias contra os abusos sexuais, como é que uma pessoa envolvida num caso assim consegue liberdade, tendo sido pega em flagrante?

E o mais engraçado de tudo isso, tendo a consciência de que cometia algo errado, só agora é que ela acordou de um ato errado, e se diz ‘amargamente arrependida’. Como um acontecimento que teve repercussão nacional pode ficar assim impune. É inadmissível aceitar que isso seja tratado com abrandamento da situação. E não tenha dúvidas: o fato de possuir nível superior, a favoreceu.

Esta senhora de 33 anos simplesmente usou a aluna, uma garota de 13 anos, para satisfazer suas vontades sexuais e isto foi notado pela mãe, que denunciou e teve a comprovação da acusação. Mesmo assim, a liberdade foi concedida a esta mulher que, no mínimo, deveria cumprir por esta barbaridade presa. É para desacreditar que as leis funcionam porque nós assistimos de longe todos estes episódios sem a certeza da penalidade.

As leis servem para alguns

A questão da liberdade concedida à professora mostra aos pedófilos que, quando eles fizerem algo como a educadora fez, nada acontecerá. Isto dá margem a novos erros e mostra a fragilidade em se aplicar as leis e fazê-las valer com o rigor da conduta ética. Ela pode até estar arrependida agora, como afirmou. Mas será que alguém acredita que ela está mesmo arrependida e que não voltará a praticá-los?

Este foi só mais um exemplo porque ela não foi, não é e não será a primeira a fazer isto, não tenha dúvidas. Mas fica aí a realidade nossa de cada dia. As leis servem para alguns, pelo menos é o que parece; já outros podem fazer e desfazer que tudo fica como está. As leis são criadas e devem seguir à risca o protótipo porque até então os descumprimentos estão por toda a parte.

******

Jornalista, Taboão da Serra, SP

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem