Segunda-feira, 06 de Julho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Repercussões do editorial

Por Carlos Castilho em 02/07/2015 na edição 857

Após a publicação do editorial, a diretora do PROJOR, Angela Pimenta, foi procurada pelo site Portal dos Jornalistas .  Publicamos a seguir a parte principal da entrevista de Angela ao repórter Eduardo Ribeiro:

01.07.15 – Queda na receita do Projor provoca reestruturação do Observatório da Imprensa 

Mundanças principais são as saídas de Mauro Malin e Luiz Egypto, a interrupção por tempo indeterminado das análises de Luciano Martins Costa no programa de rádio e a nomeação de Carlos Castilho como redator-chefe do site, no lugar de Luiz Egypto

A escassez de recursos que atinge praticamente toda a imprensa brasileira não deixou incólume o Projor – Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo, que tem como carro-chefe o Observatório da Imprensa nas versões digital, televisiva e radiofônica. Em entrevista a este ao Portal dos Jornalistas, Angela Pimenta, diretora do Projor, afirmou que as mudanças, embora provocadas em razão da descontinuidade de alguns patrocínios, não afetarão os rumos da instituição e de seus projetos e, ao contrário, servirão para fortalecer e aprimorar os processos de gestão, a governança e a própria estrutura da instituição dentro dessa nova realidade. Segundo ela, longe de ser um passaralho, as medidas mais drásticas serão temporárias e para compensá-las a instituição passará a contar com novos colaboradores, entre eles Matinas Suzuki, que chega para integrar o Conselho Fiscal. A reestruturação está sendo feita com o apoio de Ana Toni, que foi da Fundação Ford e tem grande ligação com a gestão do Greenpeace, e do professor da Unesp,  Francisco Belda, mais próximo do dia a dia da instituição, de sua direção e dos projetos editoriais.

“Vamos manter praticamente intacta a equipe deixada e recomendada pelo Luiz Egypto e mesmo quem está saindo seguirá com as portas abertas no Projor. Queremos manter a saga de ser um observatório pluralista, relevante e que continue a fazer a crítica da mídia de forma civilizada, sem sectarismo, buscando audiência, mas sem perder a densidade” diz Angela, que lembra que isso estará garantido pelos nomes que zelam pela instituição e por sua reputação, seja atuando diretamente, como o inspirador e fundador do Observatório Alberto Dines, o editor Jô Amado, no conteúdo, e Andrea Baulé, no fechamento técnico da web; sejam os que integram o Conselho Consultivo e também atuam como colaboradores, casos de Carlos Eduardo Lins da Silva, Eugênio Bucci e Caio Túlio Costa.

A íntegra do texto publicado pelo Portal dos Jornalistas pode ser acessada no endereço http://www.portaldosjornalistas.com.br/noticia/queda-na-receita-projor-provoca-reestruturacao-observatorio-da-impren

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem