Segunda-feira, 25 de Maio de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

INTERESSE PúBLICO >

Dilma abre caminho para extinguir AM

Por Andrea Jubé em 12/11/2013 na edição 772

A presidente Dilma Rousseff assina hoje um decreto que permite a migração das emissoras de rádio AM para a faixa de FM. Dilma, que tem dado entrevistas a rádios regionais, em média, duas vezes por semana, chancela o ato no Dia dos Radialistas, no Palácio do Planalto que reunirá ministros e radiodifusores de todo o país.

Trata-se de uma demanda antiga do setor, encaminhada pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) e associações estaduais, diante do aumento dos níveis de interferência sobre a faixa AM. Um exemplo é a Avenida Paulista, em São Paulo, onde as torres de celulares interferem no sinal das rádios AM.

Além disso, a mudança permite que, na faixa FM, as emissoras sejam acessadas por celular. A Abert estima que 160 milhões de aparelhos passem a sintonizar as rádios. “Estamos diante de um novo tempo para o rádio que, ao operar em FM, ganhará qualidade de áudio e de conteúdo, competitividade e alcance através dos dispositivos móveis”, disse o presidente da Abert, Daniel Slaviero.

Para a migração, serão necessários investimentos de R$ 100 milhões em transmissores, sistemas irradiantes e outros equipamentos, e mais R$ 15 milhões em serviços, disse a Abert. A expectativa é que 90% das 1.784 rádios comerciais AM migrem para a faixa FM.

******

Andrea Jubé, do Valor Econômico

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem