Terça-feira, 07 de Julho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

ENTRE ASPAS >

Os maus e os bons exemplos

Por Ligia Martins de Almeida em 05/05/2010 na edição 588

Está na hora de a mídia impressa prestar mais atenção às notícias divulgadas na internet, nos blogs, nos comentários de leitores da web. Embora os jornais não sejam, em princípio, censurados, o material divulgado na internet tem um delicioso ar de liberdade e acaba resultando em notícias mais vivas – que podem servir, ao menos, como ponto de partida para matérias aprofundadas nos grandes jornais. Um bom exemplo é a notícia, publicada na segunda-feira (3/5) na grande imprensa, sobre a visita de dois candidatos a presidente (que os jornais insistem em chamar de pré-candidatos) à Expozebu de Uberaba (MG).


A Folha de S.Paulo deu uma breve notícia, na qual o tom analítico se resume ao título: ‘Ao lado de primeira-dama, petista corteja o eleitorado feminino’. O que se segue é apenas um registro:




‘Logo após a solenidade de abertura da Expozebu, Dilma Rousseff fez um discurso, na Associação de Mulheres Rurais de Uberaba, em que destacou a sensibilidade, a coragem, a praticidade e a sensatez como características que, disse ela, diferenciam as mulheres dos homens em geral. Ela estava acompanhada de Marisa Letícia. A pré-candidata voltou a afirmar que as mulheres estão prontas para governar o país.’


A verdadeira notícia apareceu na internet: o uso de avião oficial para fazer campanha. No UOL, o assunto foi tratado no blog de Josias de Souza sob o título ‘Marisa usa avião da FAB para encontrar Dilma em MG’:




‘A primeira-dama Marisa Letícia não costuma realizar viagens oficiais senão ao lado de Lula. Abriu, porém, uma exceção. A mulher do presidente realizou nesta segunda (3) uma rara incursão solo. Voou de São Paulo, onde passara o final de semana, para Uberaba (MG). Deslocou-se em avião da FAB. Na cidade mineira, aguardava-a um carro oficial. Foi ao encontro de Dilma Rousseff, a presidenciável do PT. Juntas, participaram de uma exposição agropecuária, a Expozebu; e de uma feijoada oferecida por um dos organizadores do evento. Com Marisa a tiracolo, Dilma foi a um encontro de mulheres de negócios. Marisa Letícia nada declarou. Oficialmente, diz-se que a primeira-dama foi a Uberaba para representar Lula na Expozebu. Lorota. Esse papel foi desempenhado em Uberaba pelo vice-presidente José Alencar. Ao ao discursar para os criadores de gado, Alencar fizera questão de dizer que representava Lula.’


Mérito secreto


O Blog de Noblat (O Globo) foi mais detalhista ainda, mostrando inclusive a justificativa (ou falta dela) dos representantes do governo:




‘A primeira-dama, Marisa Letícia, usou um Embraer 190, um dos aviões reservas da Presidência da República, para participar de um encontro promovido pela Associação das Mulheres Rurais de Uberaba (Amur), numa das barracas da 76ª ExpoZebu, ao lado da ex-ministra e presidenciável petista Dilma Rousseff. O encontro, no qual Dilma fez discurso de candidata, se transformou num ato de apoio à pré-candidata petista. Auxiliares do presidente Luiz Inácio Lula da Silva se confundiram no momento de justificar a viagem da primeira-dama, acompanhada apenas de alguns seguranças, num avião de alto custo. Primeiro surgiu a explicação de que dona Marisa Letícia viajou de São Paulo a Uberaba apenas para receber uma homenagem da Amur. Em seguida, assessores do Palácio do Planalto divulgaram que a primeira-dama estava em Uberaba como representante do presidente Lula. Ela iria entregar uma carta do presidente aos dirigentes da Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), patrocinadora da exposição. Mas, logo depois da explicação, o vice-presidente José Alencar fez um discurso no palco central da exposição para dizer que ele estava ali como representante do presidente.


– Esta questão do uso do avião está definida desde os tempos de dona Ruth Cardoso. O uso do avião faz parte dos critérios de segurança e transporte do presidente e de seus familiares – disse um dos auxiliares da Presidência.’


A visita de candidatos a uma feira de agronegócios é, sem dúvida, uma notícia sem importância. Até o dia das eleições, vamos cansar de acompanhar as andanças deles em feiras, encontros, inaugurações de todo o tipo com os tradicionais beijinhos em crianças, comidas exóticas, uso de adereços estranhos etc., etc.


O que realmente interessa nessa história é o uso que eles fazem da máquina – e do dinheiro do contribuinte – para ganhar votos. Dilma usando a força do governo federal, Serra aproveitando as benesses de ter sido governador de estado. A única que parece não ter para onde apelar é mesmo a senadora Marina da Silva: o máximo que consegue é aparecer ao lado do diretor do filme Avatar.


O simples fato de a primeira-dama aparecer num encontro de agronegócios já renderia excelente matéria. Se se considerar que estamos em plena campanha presidencial e que o uso da máquina pública teoricamente não é permitido, já teríamos uma segunda chance de pauta. Das boas.


Isso para não falar da própria primeira-dama, recém-condecorada com a Ordem do Rio Branco. A justificativa para a comenda foi do ministro Celso Amorim:




‘O sacrifício pessoal delas e o apoio à atuação dos maridos na política internacional justificam a homenagem. Eu não vou falar da minha mulher, mas, por exemplo, não se pode imaginar a atuação do presidente Lula sem o apoio da sua mulher. Apoio moral, mas também efetivo, sacrificando sua vida pessoal, deixando de ter horas com os filhos’.


Dona Marisa, que teve oito anos de Brasília, morando no endereço mais poderoso do país, vai sair do governo com uma condecoração, muitas notícias na revista Caras, corpo e rosto remodelados – e só. Se o presidente Lula acredita que a presença dela em um comício de Dilma ajuda na campanha, ele deve saber alguma coisa que os leitores merecem descobrir. Cabe a imprensa mostrar que mérito secreto é esse que ela tem, e que pode ajudar a ganhar votos das mulheres do agronegócio.

******

Jornalista

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem