Segunda-feira, 13 de Julho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

China promete liberdade para TVs estrangeiras

23/09/2005 na edição 347

O presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008, Liu Qi, comprometeu-se a garantir total liberdade às emissoras estrangeiras que estiverem no país cobrindo as Olimpíadas. Em discurso na quinta-feira (22/9), Qi prometeu liberdade para filmar e transmitir, independentemente das barreiras atuais: ‘Não haverá restrições ao exportar material filmado e produzido pelos meios de comunicação internacionais sobre as Olimpíadas na China’.


Atualmente, as emissoras estrangeiras precisam de permissão oficial para gravar imagens externas. Na prática, esta autorização não costuma ser solicitada, exceto em áreas ‘sensíveis’, como a Praça da Paz Celestial, ou edifícios oficiais. Liu Qi afirmou que será permitido filmar imagens externas para que sejam usadas como complemento pelas redes de TV. Ele disse ainda que não haverá restrições à entrada de equipes de funcionários da imprensa estrangeira em território nacional. De acordo com o Comitê, os profissionais receberão vistos de entrada múltipla durante um mês (pouco mais que a duração dos Jogos Olímpicos, que é de quase três semanas). O regime comunista da China ainda impõe uma rígida censura aos meios de comunicação nacionais e estrangeiros. Informações da EFE [22/9/05].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem