Sexta-feira, 29 de Maio de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

ENTRE ASPAS >

Correspondente violentada durante protestos no Cairo

16/02/2011 na edição 629


O Globo (Reuters), 16/2


Correspondente da CBS é internada após sofrer ataque sexual durante protestos no Cairo


A correspondente da rede CBS Lara Logan foi espancada e abusada sexualmente por uma multidão enquanto cobria a comemoração na Praça Tahrir, no Cairo, no dia em que Hosni Mubarak renunciou, informou a emissora nesta terça-feira.


Lara, sul-africana de 39 anos e há vários anos correspondente de guerra, voltou para os Estados Unidos em seguida e se recupera num hospital. Ela foi uma das dezenas de jornalistas que sofreram algum tipo de violência durante as três semanas de protestos no Egito.


Em nota, a CBS News informou em que a repórter estava cobrindo a crise para o programa ‘60 Minutes’ em 11 de fevereiro quando ela e sua equipe foram cercados por mais de 200 pessoas.


‘No tumulto, ela foi separada de sua equipe. Foi cercada e sofreu um ataque brutal e sexual, além de ser espancada, antes de ser salva por um grupo de mulheres e cerca de 20 soldados egípcios’, afirmou a CBS.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem