Domingo, 20 de Setembro de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

ENTRE ASPAS >

Daniel Castro

25/11/2005 na edição 356


‘O SBT anuncia hoje em evento para 250 anunciantes e publicitários que fechará 2005 com os maiores faturamento e lucro de seus 24 anos. A emissora crescerá entre 20% e 22% em relação a 2004 _mais do que projeção da média do mercado, de 16%. Sua receita líquida (vendas já descontadas comissões e bonificações de agências) ficará entre R$ 694 milhões e R$ 705 milhões.


O lucro líquido ficará em torno de R$ 50 milhões. Assim, a segunda maior rede do país interrompe série de resultados negativos: teve prejuízo de R$ 54,2 milhões em 2003 e de R$ 9 milhões em 2004.


O lucro recorde foi resultado do aumento das vendas e de uma política de cortes de custos e redução de pessoal. O lançamento de um telejornal no horário nobre e a boa audiência de suas novelas vespertinas (que atraíram novos anunciantes) influenciaram no aumento de faturamento.


Com as presenças de suas principais estrelas (menos Silvio Santos), no hotel Unique, em SP, o SBT apresentará parte de sua programação de 2006 e anunciará que comemorará seus 25 anos, em agosto, com um grande evento e nova programação visual.


Da grade de 2006, serão mostrados os ‘reality shows’ ‘Casamento à Moda Antiga’ (no ar em 11 de dezembro), ‘Supernanny’ e ‘Ídolos’ (ambos em março). Entre os filmes, destacam-se o terceiro ‘Harry Potter’ e o segundo ‘O Senhor dos Anéis’.


OUTRO CANAL


Gol Depois de uma longa disputa com a Rede TV!, a agência Top Sports, parceira da Band, conseguiu finalmente os direitos da Copa dos Campeões da Uefa. O contrato foi assinado ontem. O torneio de futebol, o melhor do mundo, estréia na Band no próximo dia 6.


Tendência Em viés de alta no Ibope, ‘Prova de Amor’, da Record, chegou anteontem a ficar apenas quatro pontos atrás de ‘Bang Bang’, da Globo _17 a 21 na Grande São Paulo. A média da novela da Record foi de 16 pontos, seu recorde _a Globo deu 25.


Vacilo Na vida real, a cena de ‘Belíssima’, anteontem, em que Vladimir Brichta é socorrido por policiais poderia acabar em tiroteio. Eram dois PMs em um carro da Guarda Civil Metropolitana. Se outra equipe da PM encontrasse a dupla, abriria fogo na hora. PM em carro da GCM só pode ser bandido, pensaria.


Toalha 1 A ‘mobilização eletrônica’ contra o ‘Pânico’ sepultou a credibilidade do ranking baixaria. Anteontem, a campanha antibaixaria admitiu que, das 3.189 ‘denúncias’ atribuídas ao programa, 2.845 foram pelo Orkut ou por corrente de e-mails.


Toalha 2 Pelos ‘critérios’ tradicionais (voto via site e telefone, aplicados aos demais programas), o ‘Pânico’ teve 344 denúncias (10,8% do total). Coincidência: é o mesmo número de João Kléber. Assim, o ‘Pânico’ não deixa de ser o novo líder da baixaria.’



REDE SESC SENAC


Bruno Yutaka Saito


‘Críticos são alvo de ‘O Mundo do Cinema’’, copyright Folha de S. Paulo, 25/11/05


‘Sabichão, arrogante, burro, cruel. O crítico de cinema tem vários nomes. Isso, que fique claro, quando sua opinião entra em choque com uma parcela muito específica do público, mais precisamente aquela que se sentiu lesada pelas idéias do crítico.


Essa complexa relação, comum para qualquer seara artística, ganha contornos ainda maiores quando o assunto é cinema, o ‘futebol das artes’. Da dona-de-casa ao empresário, do frentista ao cientista, todos têm uma opinião sobre determinado filme -não uma opinião qualquer, mas sim ‘a’ opinião, a certa. Qual é a função da crítica, afinal? Atuar como uma espécie de juiz num mundo onde, ao contrário do esporte, não há vencedores ou vencidos?


Questões como essas, tão amplas quanto subjetivas, não cabem em apenas um programa de televisão de meia hora, como é a edição do ‘Mundo do Cinema Brasileiro’, que passa hoje na Rede SescSenac. A atração, no entanto, dá uma breve introdução ao tema ‘Cinema e a Crítica’.


Apresentado pelo jornalista e crítico Carlos Alberto Mattos, o programa relembra que esse profissional ‘não é apenas o cara que dá estrelinhas’ aos filmes, mas sim uma pessoa que participa ativamente da cena cinematográfica, escrevendo ensaios, dando aulas, organizando mostras etc.


‘O Mundo do Cinema Brasileiro’ entrevista críticos e o diretor Murilo Salles para, em seguida, distribuir o tema em blocos. Discute, assim, aspectos fundamentais para o segmento como a busca por um viés mais ensaístico de revistas como ‘Sinopse’ e a organização de cineclubes Brasil afora.


‘A gente só herdou Michelângelo, Da Vinci, cinema russo, porque fomos auxiliados pelo instrumento da crítica; ela é parte da criação cultural’, diz o ator e presidente da Riofilme, José Wilker, no programa. O crítico não é apenas aquela figura folclórica que odeia os filmes que você adora.


O Mundo do Cinema Brasileiro


Quando: hoje, às 22h30; amanhã, às 7h; na Rede SescSenac’



TV PAGA


Cristina Padiglione


‘SporTV promete tela de cinema ‘, copyright O Estado de S. Paulo, 25/11/05


‘Torcida inconteste de Copas do Mundo, qualquer que seja o resultado do jogo, a indústria de eletroeletrônicos vai apreciar um bocado a iniciativa do SporTV: o terceiro canal que a marca coloca no ar , especialmente para a Copa da Alemanha, terá transmissão em D-Wide, ou seja, formato de 16×9, tipo tela de cinema, e áudio em sistema Dolby surrond 5.1 – o que, trocando em miúdos, significa um som muito melhor que o convencional. Se os mundiais de futebol sempre foram, por si só, um incentivo ao aumento na venda de televisores, eis aí uma ação que estimula a corrida às lojas. O diretor do canal, Pedro Garcia, ri do paralelo e jura que nem havia pensado em tal associação.


Com dois canais permanentes no ar, o terceiro SporTV começará a funcionar, via Net e Sky, a partir de 1º de maio. Até 7 de junho, início do mundial, a sintonia terá cenas na linha grandes momentos de Copas passadas como aperitivo. Daí em diante, vai se ocupar dos jogos do mundial – e só de jogos, além de comerciais nos intervalos, claro, mas nada de mesas redondas ou blá-blá-blá.


Garcia conta que a Copa tomará 95% do SporTV1 e 75% do SporTV2, com transmissões em padrão convencional. E promete exibir os 64 jogos na íntegra, sendo 58 ao vivo em um e 8 ao vivo no outro.


Títulos fixos do canal, o Arena e o Tá na Área serão transmitidos de lá. Entre um gol e outro, sobrará brechas para uma pitada de ciclismo e automobilismo.


Na Copa do Japão/Coréia, o SporTV faturou audiência com o fuso horário ingrato: como era o único canal, além da TV Globo, a transmitir o mundial, suas reprises à tarde eram pra lá de oportunas. Dessa vez, o fuso é favorável à grade dos canais. E, agora, há que se dividir o bolo com ESPN Brasil e Band Sports no circuito pago.’


Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem