Quarta-feira, 27 de Maio de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

MEMóRIA >

TV estatal do Sri Lanka intimida jornalistas

27/03/2012 na edição 687

A TV estatal do Sri Lanka chamou jornalistas de “traidores” após o conselho de direitos humanos da ONU ter solicitado investigação dos supostos abusos do Exército do país, em 2009, durante o final de sua guerra de décadas contra rebeldes separatistas da etnia tâmil, conhecidos como Tigres Tâmeis. Embora a emissora não tenha identificado os nomes dos jornalistas que participaram das sessões do conselho, mostrou “fotografias esmaecidas e disfarçadas deles” e informou que revelaria seus nomes em breve.

Jornalistas na capital, Colombo, contaram ao Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) que estavam preocupados com a campanha contra eles. O CPJ pediu então ao governo do Sri Lanka para interromper a intimidação aos profissionais da mídia. “O governo do presidente Mahinda Rajapaksa tem um histórico longo e alarmante de intolerância com a crítica”, afirmou Bob Dietz, coordenador do CPJ na Ásia. “A comunidade internacional precisa estar altamente vigilante para garantir que jornalistas do Sri Lanka não estejam sujeitos a represálias por expressarem suas preocupações ao conselho de direitos humanos”. Informações de Roy Greenslade [The Guardian, 23/3/12].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem