Segunda-feira, 06 de Julho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Forbes divulga lista de programas mais lucrativos

11/05/2010 na edição 589

O fenômeno pop Glee ficou no 45º lugar do ranking de receita publicitária na TV dos EUA organizado pela revista Forbes. A série, que mistura musical com comédia e drama em uma escola americana em que tudo é colorido ao extremo, é sucesso absoluto no país, mas sua receita publicitária – de 1,4 milhão de dólares por meia hora – deixou a desejar em 2009. O motivo, diz a Forbes, é a falta de definição. Glee tem como problema não se encaixar em um gênero definido. Sem saber se estariam investindo em um musical, uma comédia ou um drama, os anunciantes acabam não investindo.

A lista da Forbes, em seu terceiro ano, tem como base dados apurados pela empresa Kantar Media, que monitora os gastos com publicidade na TV. Os valores usados são estimativas, e não levam em conta os milhões de dólares gastos para produzir e licenciar os programas.

O primeiro lugar no ranking ficou com o show de calouros American Idol, da Fox. Em sua nona edição, a competição musical tem em média público de 25 milhões por semana, de acordo com informações da Nielsen. Anunciantes gastaram 32,4 milhões de dólares em um episódio de duas horas – o equivalente a 8,1 milhões por 30 minutos. Mas o futuro do sucesso do programa é incerto, já que esta é a última temporada do jurado Simon Cowell, um de seus principais trunfos.

Em segundo lugar na lista está a comédia Two and a Half Men, da CBS, hoje em sua sétima temporada. Com audiência de 14,8 milhões de telespectadores por episódio, o programa gera, em média, 3,1 milhões de dólares por meia hora. Seu futuro, ironicamente, também é incerto, já que seu ator principal – Charlie Sheen – sugeriu que pode não voltar à série quando seu contrato terminar, ao fim desta temporada.

Em terceiro lugar, aparece a série de ação 24, da Fox. O programa que mostra as aventuras do agente antiterrorismo Jack Bauer, atualmente em sua última temporada, abocanha em média 6 milhões de dólares por episódio de uma hora.

Reality show

Curiosamente, às vezes o entusiasmo dos anunciantes não bate com o interesse dos telespectadores. É o caso da série V, refilmagem de uma popular minissérie dos anos 80, lançada no ano passado. Para a tristeza dos anunciantes, que investiram 5,6 milhões de dólares por episódio de uma hora, o programa viu sua audiência cair de 14,3 milhões na estreia para 9,1 milhões de telespectadores quatro semanas depois.

Nas primeiras dez posições do ranking também estão a série médica Grey’s Anatomy, com receita de 5,6 milhões por episódio; a série Desperate Houswives, o programa Dancing with the Stars, que basicamente é uma competição de dança com a participação de famosos, e a série Lost, todos com 5 milhões de dólares; além do reality show de aventura Survivor, com 4,5 milhões; e a série policial CSI, com 4 milhões de dólares de receita. Informações de Lacey Rose [Forbes.com, 3/5/10].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem