Sábado, 04 de Julho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Gigante de buscas quer ajudar jornais

20/05/2010 na edição 590

Larry Page, co-fundador do Google, afirmou no fórum Zeitgeist Europe, realizado esta semana no Reino Unido, que a empresa – vista por empresários de mídia como Rupert Murdoch como prejudicial ao jornalismo tradicional – quer, na verdade, ajudar a indústria jornalística. O executivo-chefe Eric Schmidt enfatizou que o Google é ‘uma plataforma, não um competidor’ e que tem conversado com organizações de mídia, como a News International, de Murdoch, por meses.


Segundo Page, o Google tem planos, que incluem ferramentas de gestão de assinaturas e de cobrança online, para auxiliar os jornais e as revistas na transição de suas fontes de lucro – anúncios, assinaturas e negócios – para o meio online. ‘Há mais potencial na assinatura agora do que antes. Um modelo saudável terá mais lucro em todas estas áreas’, disse. ‘O custo para a produção de conteúdo é fixo; uma vez pronto, você quer que o maior número de pessoas o usem e quer maximizar a quantidade de dinheiro que pode lucrar’.


Page falou também da incursão da empresa no mercado de livros, ressaltando que, enquanto livros de papel não têm anúncios, o Google tem conseguido inseri-los nos livros digitais. ‘Faz sentido [investir] em algumas áreas que, no mundo tradicional, não teriam sentido’, acrescentou. Informações de Jemima Kiss [The Guardian, 19/5/10].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem