Sexta-feira, 03 de Julho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Imprensa acusada de tentar derrubar governo

23/09/2005 na edição 347

O Supremo Tribunal do Uzbequistão deu início, esta semana, ao julgamento de 15 dos 121 acusados pela violenta revolta popular na cidade de Andijan, em maio de 2005. A manifestação, que teve início com a prisão de 23 homens do grupo Akramiya, acusado pelo governo de propagar o fundamentalismo islâmico no país, foi duramente repreendida pelo exército. Segundo organizações de defesa dos direitos humanos, o episódio deixou mais de 800 civis mortos; o governo uzbeque refuta esta informação, e afirma que o número de mortos chegou a apenas 187.


Os 15 réus se declararam culpados das acusações de terrorismo, desordem pública, tentativa de golpe de Estado e assassinato, na primeira sessão do processo. No dia seguinte, entretanto, acusaram a mídia ocidental de planejar o levante popular de maio. Em depoimentos que pareciam encenados, afirmaram que a revolta de Andijan foi uma ‘conspiração internacional’ orquestrada por jornalistas financiados por ‘organizações terroristas estrangeiras’. Jornalistas de veículos de comunicação como BBC, Reuters e AP teriam sugerido aos acusados que ‘imitassem uma revolução pacífica para criar o caos’, alegaram eles. O objetivo seria derrubar o governo do Uzbequistão.


A organização Repórteres Sem Fronteiras classificou o julgamento como uma palhaçada. Os réus citaram nominalmente jornalistas que cobriram a revolta, mas o absurdo foi tanto que chegaram a acusar também profissionais de imprensa que nunca estiveram em Andijan. ‘Um diplomata ocidental presente à sessão afirmou que parecia que os acusados repetiam as confissões como se elas tivessem sido ditadas a eles’, reportou nota da organização.


No começo da semana, um tribunal de apelações confirmou a sentença de seis meses de prisão para o jornalista Nosir Zokirov, correspondente da Radio Free Europe / Radio Liberty, por ‘insulto a um membro do serviço de segurança uzbeque’. Zokirov foi um dos primeiros jornalistas a cobrir a revolta de Andijan. Com informações dos Repórteres Sem Fronteiras [23/9/05] e de Nick Paton Walsh [The Guardian, 21/9/05].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem