Segunda-feira, 13 de Julho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Jornalistas compensados por abuso de policiais

30/06/2010 na edição 596

Dois jornalistas chegaram a um acordo – fora do tribunal – com a polícia metropolitana de Londres depois de abrir um processo por terem sido impedidos de cobrir um prostesto em frente à Embaixada da Grécia, em novembro de 2008. O fotojornalista Marc Vallée e o cinegrafista Jason Parkinson foram destratados por policiais ao tentar registrar a manifestação por conta do assassinato de um adolescente em Atenas.


No incidente, filmado por Parkinson, um policial tenta tampar a lente da câmera com a mão e é avisado pelo cinegrafista de que não pode tocá-la. O policial responde que pode e o xinga de ‘ralé’; logo depois, volta e tenta arrancar um cigarro da boca de Parkinson. Os dois jornalistas acabam empurrados para longe do protesto. Ambos acreditam que a polícia estava tentando evitar que eles testemunhassem prisões agressivas de ativistas.


Agora, a polícia divulgou uma declaração afirmando que reconhece que, em dezembro de 2008, falhou em respeitar a liberdade de imprensa no tratamento recebido por Vallée e Parkinson. Cada um recebeu 3.500 libras em compensação, além dos gastos legais que tiveram ao abrir a ação. ‘A polícia metropolitana reconhece que a liberdade de expressão é a base da democracia e que jornalistas têm o direito de trabalhar livremente’, concluiu a instituição. Informações de Paul Lewis [The Guardian, 28/6/10].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem