Sexta-feira, 29 de Maio de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

ENTRE ASPAS >

Série polêmica perde anunciantes, mas permanece no ar

01/02/2011 na edição 627

A polêmica série adolescente Skins, da MTV americana, será mantida pela emissora, mesmo com a saída de anunciantes, a queda de 50% da audiência e os pedidos de investigação pelo governo, noticia Jill Serjeant [Reuters, 26/1/11]. O programa, baseado em uma série britânica de mesmo nome, mostra um grupo de adolescentes menores de idade envolvidos com bebidas, drogas e sexo. Alguns dos atores mais conhecidos são menores de 15 anos. ‘O programa não foi cancelado’, declarou o porta-voz da emissora diante da polêmica.

Anunciantes como Taco Bell, Subway, General Motors, Wrigley, Schick, H&R Block, Footlocker e L’Oreal retiraram comerciais da série. A retirada aconteceu após pedidos ao governo americano da parte do Parents Television Council (PTC), conselho que avalia o conteúdo apresentado pelas emissoras, para que seja aberta uma investigação sobre possíveis violações de leis de exploração sexual de menores. Leis americanas proíbem a exibição de crianças ou adolescentes com menos de 18 anos envolvidos em conduta explicitamente sexual. Segundo uma fonte do Hollywood Reporter, as perdas publicitárias custariam à MTV US$ 2 milhões por episódio.

A audiência do segundo episódio, na semana passada, caiu de 3,3 milhões na estreia, no dia 17/1, para 1,6 milhão de pessoas. Segundo a MTV, é normal que audiências caiam no segundo episódio de uma série. ‘O Skins ganhou a lealdade de fãs em todo o mundo por sua representação honesta e cuidadosa da vida adolescente hoje em dia. O programa recebeu uma lista imensa de prêmios respeitados. A MTV fica ao lado da adaptação americana de Skins e da visão do criador Bryan Elsley’, disse a emissora em declaração.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem