Quinta-feira, 04 de Junho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

Eleições, conflitos, regulação

Por Alberto Dines em 28/09/2010 | comentários

Bem-vindos ao Observatório da Imprensa.

O confronto governo-mídia, além de artificial, não interessa ao Brasil, não interessa à democracia brasileira, não interessa ao eleitor, nem ao cidadão-leitor, ouvinte, telespectador – não interessa a você. Este confronto coloca-nos no ranking das republiquetas que não conseguem conviver com divergências, nem sabem construir consensos.

Eleições são ritos de passagem normalmente intensos, mas não necessariamente beligerantes. No dia seguinte o país precisará de todos, independente do voto registrado na urna.

Tanto o Poder Executivo como o quarto poder, o poder informativo, têm defeitos, precisam ser aperfeiçoados. Esta é a vantagem da democracia que permite reparos contínuos sem a necessidade de interrupções.

Governantes podem e devem ser criticados, nunca ameaçados. Partidos e coligações podem e devem ser criticados, nunca ameaçados. Meios de comunicação podem e devem ser criticados, nunca ameaçados. Ameaças pressupõem abusos, intolerância, prepotência, tirania.

Não esqueçamos: o mundo nos observa atentamente e não apenas os nossos índices econômicos. Temos cinco dias para reencontrar nossa maneira de ser, nossa temperança. Temos cinco dias para garantir a confiabilidade de nossas instituições. Imprensa e governo são as pontas mais visíveis da mesma estrutura.

Na atual onda de desvarios esta Tv Brasil foi designada na manchete de um jornalão como "Tv do Lula". É uma indignidade, terrível injustiça com todos os que aqui trabalham e todos os que a sintonizam. A Tv Cultura nunca foi chamada de Tv do Alckmin, Tv do Serra ou Tv do Goldman. As duas redes têm a mesma fonte de recursos – o contribuinte – e o mesmo objetivo – oferecer uma programação de qualidade comprometida com o interesse público e não com o interesse do mercado. Este Observatório da Imprensa começou em 1998, há 12 anos, na antiga Tv Educativa que nunca foi chamada de Tv do FHC.

Nosso objetivo mantém-se o mesmo: discutir a imprensa para melhorá-la, defendê-la para conferir-lhe credibilidade. E para a edição de hoje escolhemos um tema que ninguém, repito ninguém, nem a Tv de fulano ou a Tv de beltrano ou a Tv de sicrano tiveram a coragem de encarar.

Vamos discutir o atual embate mídia-governo. E para isso convidamos dois dos mais qualificados observadores da nossa imprensa, que divergem obviamente, mas estão e estiveram juntos em diversos projetos. São eles, Eugênio Bucci e Venício Lima.

Todos os comentários

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 815 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem