Sábado, 11 de Julho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

Os jornalões se renovam

Por Alberto Dines em 25/05/2010 | comentários

Bem-vindos ao Observatório da Imprensa.

Já houve um tempo em que as modificações nos jornais eram clandestinas, imperceptíveis. Quanto menos visíveis, mais bem sucedidas eram consideradas. Hoje os veículos impressos, especialmente os jornais, fazem mudanças freqüentes, ostensivas, radicais e ainda aproveitam para badalar a sua capacidade de mudar.

O primeiro a submeter-se a uma completa transformação foi o Estadão, em março passado. No último domingo, em grande estilo, foi a vez da Folha exibir os seus novos atributos. No meio, entre um e outro, O Globo adotou uma estratégia diferenciada: está mudando devagar, em doses homeopáticas.

Nos três casos a mesma motivação: mostrar que a imprensa, o jornalismo impresso, está vivo, ativo e apto a enfrentar a poderosa concorrência da mídia digital.

As primeiras perguntas que ocorrem tem a ver com a causadora deste rebuliço: a internet. Será que os jornais conseguirão enfrentar a web adotando algumas de suas características e maneirismos? Os 400 anos de existência do meio jornal não valem como prova de vitalidade e resistência às mudanças tecnológicas?

No meio de tanto confete, o importante é não esquecer que a festa da Folha, como a do Estadão e do Globo, são dedicadas a um serviço público fundamental para o regime democrático.

Todos os comentários

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 815 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem