Domingo, 20 de Setembro de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

Cartilha para crescer

Por lgarcia em 19/03/2003 na edição 216

TV UNIVERSITÁRIA


Manual para uma TV Universitária, de Cláudio Magalhães, 64 pp., Autêntica Editora, Belo Horizonte, 2003; preço R$ 12,00; informações em <www.autenticaeditora.com.br>; tel. 0800-283-1322


[Do release da editora]

Com o apoio da ONG Tver, da Gravar Artes Gráficas e do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais, a Autêntica Editora lança em BH, na quarta-feira (19/3) o Manual para uma TV Universitária, de Cláudio Magalhães. O livro tem o objetivo de incentivar as instituições de ensino superior a se aventurarem no mundo da telinha.

Lançado inicialmente durante o VI Fórum de Televisão Universitária, realizado em Campo Grande/MS, em novembro de 2002, a publicação conta com o apoio da Associação Brasileira de Televisão Universitária (ABTU).

"Não é simples para a universidade brasileira lançar-se na produção de TV, uma atividade que a comunidade acadêmica sempre encarou com muitas reticências e críticas", escreve o jornalista Gabriel Priolli, presidente da ABTU, no prefácio da cartilha. Manual para uma TV Universitária oferece, em linguagem simples e didática, um guia passo a passo de como conhecer elaborar e estruturar uma TV Universitária.

A pretensão é atingir tanto os dirigentes acadêmicos quanto os estudantes, com interesse direto na possibilidade de se fazer TV ainda na escola. A cartilha ainda publica boa parte da legislação pertinente à TV Universitária lembrando, inclusive, que as universidades brasileiras têm preferência legal na execução dos serviços de radiodifusão nacional.

Outro fato que o Manual quer relembrar é que as instituições de ensino superior não tem somente a TV a cabo para divulgar o seu conhecimento. "Antes mesmo da tecnologia a cabo, o Brasil já contava, desde a década de 60, com TVs universitárias em sinal aberto, ocupando as freqüências educativas", explica Cláudio Magalhães. Além disso, há o aprimoramento de novas formas de transmissão, como via satélite e a internet, sem esquecer o antigo circuito interno que pode atingir, conforme o tamanho do campus, um número de pessoas maior que muitas cidades do interior do Brasil. Para o Manual para uma TV Universitária, o importante é fazer televisão, da melhor maneira possível.

O autor Cláudio Márcio Magalhães é jornalista e professor de pós-graduação, mestre em Comunicação Social (FAFICH/UFMG) e doutorando em Educação (FAE/UFMG). Atualmente é Vice-Presidente da Associação Brasileira de Televisão Universitária (ABTU) e coordenador da TV UNI-BH Inconfidentes, emissora educativa de Ouro Preto e Mariana (MG). Tem 38 anos, atua há 21 anos em comunicação e nove na educação. E-mail <dancla.bhz@terra.com.br>

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem