Sexta-feira, 03 de Julho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

Teletime News

Por lgarcia em 30/04/2003 na edição 222


INTERNET

"Pop anuncia marca de meio milhão de usuários", copyright Teletime News in Clipping do Dia / Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (www.fndc.org.br ), 22/04/03

"O serviço de acesso gratuito à internet Pop atingiu nesta semana a marca de 500 mil usuários, segundo a empresa, após apenas sete meses de operação. O provedor, que tem entre seus sócios a GVT, com 15% de participação acionária, espera alcançar 1 milhão de clientes ainda este ano.

O Pop está disponível hoje em mais de 100 cidades da região 2 e pretende se expandir para o Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte até setembro. ?Estamos neste momento negociando com as operadoras locais das regiões 1 e 3 para escolher de quem iremos alugar infra-estrutura?, explica o presidente do Pop, Sérgio Creimer. De acordo com o executivo, um dos empecilhos nas negociações é garantir uma velocidade de transmissão entre 52 kbps e 56 kbps e um número adequado de portas IP, para evitar o congestionamento na rede. Até o fim do ano o Pop deve oferecer acesso gratuito também em algumas cidades do Nordeste.

Os investimentos do Pop em 2003 totalizarão R$ 20 milhões. Creimer espera alcançar o break-even em setembro."

 

PUBLICIDADE & VIOLÊNCIA

"A publicidade na era da violência-show", copyright Carta Capital in Clipping do Dia / Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (www.fndc.org.br ), 23/04/03

"Em lugar da pomba da paz, uma gota de sangue. Esse é o espírito da polêmica campanha Reage Minas

Uma campanha antiviolência criada pela agência Contexto em parceria com a TV Globo de Minas mostra que a publicidade clean e sorridente deixou de ser voz única. Reage Minas já havia sido premiada no Festival de Nova York e, agora, ganhou uma medalha da ONU, concedida a projetos de serviço público.

Lançadas em agosto de 2002 na tevê, em jornais e outdoors, as peças mostraram logo a que vinham. ?Queríamos fazer com que as pessoas reagissem à violência e conseguimos. Em cinco meses, 2 mil pessoas entraram em contato com o Disque-Denúncia da polícia mineira?, diz Luiz Sant?Anna, presidente da Contexto.

O espírito da campanha pode ser inferido de sua marca principal: em vez da tradicional pomba da paz, todas as peças trazem um pingo de sangue. Sant?Anna não acredita, porém, que alimente um sentimento de revolta ou que possa ser considerada agressiva ou grotesca demais. ?O mundo vive um processo de violência-show. Hoje em dia, é muito difícil conseguir chocar alguém?, defende o publicitário. ?Neste caso, não adiantava fazer uma campanha simpática.? De fato, essa característica passa ao largo da Reage Minas."

 

VIACOM & COMEDY

"Viacom compra controle total da Comedy Central", copyright MMonline in Clipping do Dia / Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (www.fndc.org.br ), 22/04/03

"Em acordo de US$ 1,23 bilhão, a rede presente em 82 milhões de domicílios dos EUA deixa de integrar o sistema de cabo da AOL

A Viacom Inc. anunciou hoje acordo com a AOL Time Warner para a compra dos 50% da rede de TV a cabo Comedy Central que ainda não possuía, em transação de US$ 1,23 bilhão que será finalizada ainda neste trimestre. O pacote também inclui o site comedycentral.com. Atualmente parte das redes HBO da AOL Time Warner, a Comedy Central será integrada ao sistema básico da Viacom, que inclui MTV, Nickelodeon e BET.

Penetração

Com programas de apelo jovem como South Park, The Daily Show with Jon Stewart, The Man Show, além de um estoque de filmes e reprises, a Comedy Central aumentou o share na cobiçada faixa dos 18 a 34 anos dos Estados Unidos em quase 90% nos últimos cinco anos, segundo a Nielsen Media Research, e hoje atinge 82 milhões de domicílios dos EUA.

Sob a direção exclusiva da Viacom, a rede poderá investir mais em programação e aumentar os ganhos de veiculação com outras operadoras de TV a cabo e por satélite (atualmente muito abaixo dos fees cobrados por outras redes do sistema, como MTV e USA), além de aumentar o preço de tempo publicitário.

Sumner Redstone, chairman-ceo da Viacom, declarou em comunicado que ?a expansão de nossos negócios de TV a cabo, uma das áreas mais promissoras e de crescimento mais rápido da indústria da mídia, continua prioritária para a Viacom?, e que o acordo trará benefícios significativos ao grupo e seus acionistas.

A Comedy Central continuará baseada em Los Angeles e Nova York, comandada pelo atual presidente Larry Divney. Em 2002, segundo a consultoria Kagan World Media, a rede reportou receita de US$ 325 milhões e Ebitda de US$ 76 milhões.

Balanço trimestral

Juntamente com a notícia da compra, a Viacom divulgou os resultados do primeiro trimestre de suas 15 redes de TV a cabo e da divisão de vídeo, que somaram receita de US$ 6,05 bilhões (contra US$ 5,67 bilhões em 2002) e lucro líquido de US$ 443 milhões (versus prejuízo de US$ 1,1 bilhão). O Ebitda, medida de fluxo de caixa usado por empresas de mídia, cresceu 12%, para US$ 1,23 bilhão."

 

REALNETWORKS & LISTEN.COM

"RealNetworks compra Listen.com", copyright IDG News Service in Clipping do Dia / Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (www.fndc.org.br ), 22/04/03

"A RealNetworks anunciou nesta segunda-feira (21/04), que adicionará novos recursos ao seu serviço de música online com a aquisição definitiva da Listen.com por cerca de US$ 36 milhões. As empresas já eram parceiras desde fevereiro, quando a Listen.com passou a usar o software Helix para oferecer músicas pela Internet aos assinantes, deixando a tecnologia do Windows Media.

Parte da transação, que deve ser concluída até o início do terceiro trimestre, será paga em dinheiro – US$ 17,3 milhões – e outra parte em ações da empresa – 4.1 milhões de ações, o que deve totalizar US$ 36 milhões. Com o contrato, a RealNetworks ficará com as músicas, informações dos artistas, tecnologia e arranjos de distribuição da Listen.com.

O presidente e Chief Executive Officer (CEO) da Listen.com, Sean Ryan, continuará a chefiar sua equipe como vice-presidente de serviços de música da divisão RealOne. Rob Reid, fundador e presidente do conselho da Listen.com, ocupará o cargo de vice-presidente de desenvolvimento estratégico da RealNetworks. De acordo com as empresas, a equipe da Listen.com continuará em São Francisco, operando os serviços de música para seus clientes e parceiros de distribuição."

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem