Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

TV EM QUESTãO >

Temporada de flashbacks

Por João Fernando em 24/02/2015 na edição 839

Sem dar expediente na televisão, por pouco, um time de apresentadores deixou de mostrar a vida para os fãs em suas contas do Facebook e Instagram para recorrer ao LinkedIn ­ rede social em que os perfis são currículos e os usuários procuram emprego. Entretanto, a movimentação nas emissoras trouxe de volta à ativa figuras como Tom Cavalcante, que este ano estrela sitcom no Multishow, e Gugu Liberato, que na próxima quarta­feira volta ao ar com um programa que leva seu nome, às 22h30, na Record.

Quase um ano depois de ter rescindido o contrato com a emissora de Edir Macedo, Gugu retomou as relações com o canal, mas retornará à telinha em outro esquema. Ele se tornou sócio na produção (leia na entrevista ao lado) e trocou os domingos pelas noites de terça, quarta e quinta. A estreia no dia 25 é uma tentativa de bater de frente com o futebol.

Nos bastidores da Record, corre a notícia de que na primeira edição de GuguXuxa surgirá ao vivo para anunciar sua nova atração na emissora. A loira, porém, ainda não havia assinado com o contrato até a tarde de ontem. Há duas semanas, durante o evento para anunciar a programação de 2015, diretores da emissora confirmaram as negociações com a apresentadora e contaram já terem acionado profissionais de TV dos Estados Unidos para formatar um programa de entrevistas para ela, no estilo Ellen DeGeneres.

À exceção de participações esporádicas no canal Viva, Xuxa está sem comandar um programa desde janeiro do ano passado, quando o último TV Xuxa foi ao ar, com audiência em queda. A atração era exibida nas tardes de sábado e foi substituída por uma sessão de filmes.

Tom Cavalcante deixou a Record em 2011 e dedicou parte do tempo longe da TV a estudar inglês e cinema em Los Angeles, onde chegou a produzir um filme. Em junho, ele será protagonista de #Partiu Shopping, sitcom do Multishow, produzido pela Fremantle, em que ele interpreta o segurança de um shopping que descobre ser o herdeiro do dono do empreendimento. A atração tem os atores Danielle Winits e Eduardo Semerjian no elenco.

Quem está de volta à TV após um curto período sem ter programa é Rafael Cortez, que a partir de março estará na bancada do CQC. Durante os cerca de dois anos que passou na Record, ele comandou o reality Got Talent Brasil e a atração de namoros Me Leva Contigo. Entretanto, não conseguiu emplacar novos projetos na emissora e não teve o contrato renovado. “A bancada é um luxo”, diz Rafael, que de 2008 a 2012 atuou como repórter do CQC, na Band. Agora, dividirá a cena com o veterano Marco Luque e o novato Dan Stulbach, para quem se derrete. “Ele é muito zeloso, não é inseguro.”

Entrevista / Gugu Liberato

Por que voltar para a Record?

Gugu Liberato – Estudei muito todas as propostas e, na Record, encontrei um projeto que me interessou profissional e comercialmente. Estou há muitos anos aos domingos e agora estar à noite e em três dias na semana é realmente desafiador.

Ficou arrependido por ter saído da emissora antes de o contrato acabar, em 2013?

G.L. – Foi uma decisão em conjunto. A Record e eu chegamos ao acordo que aquele era o momento certo de parar. Não me arrependo.

O que você fez no tempo em que ficou fora da TV?

G.L. – Aproveitei para ficar com minha família, viajar, passar os domingos em casa, coisa que não fazia há 30 anos, além de estudar as TVs no mundo, não consigo me desligar, TV está no meu DNA.

Por que terceirizar a produção do seu novo programa?

G.L. – É um modelo muito usado por diversas TVs no mundo há muito tempo. Eu já tinha a minha produtora, a GGP, e a Record precisava dessa parceria. Quando sentamos para discutir a minha volta, esta ideia logo surgiu e achei interessante ter mais autonomia na produção. As grandes redes de TV estão firmando cada vez mais parcerias com produtoras independentes, isso ajuda na redução de custos e na geração de empregos. Pretendo cada vez mais focar meus investimentos nesse ramo de negócios.

Por que o programa será por temporada e não fixo na grade?

G.L. – A grade de programação da Record tem atrações já consagradas. Uma pesquisa encomendada pela Record mostrou que o público queria me ver à noite e durante a semana. Para conciliar, optamos por fazer por temporada.

Com tantos apresentadores com programas próprios e formatos semelhantes (brincadeiras e números musicais) na Record, o que faz o seu programa diferente em relação aos outros?

G.L. – Não somos mais especiais que os outros. Nosso programa será apresentado em três dias, isto já é um diferencial. No ano que vem faço 40 anos de TV e muitos quadros que fizeram parte de minha história estarão de volta. Assim como novos formatos. Eu estarei mais fora do estúdio com matérias e quadros. Teremos jornalismo. Um quadro emocionante com a Renata Alves.

O novo programa terá quadros que foram apresentados na sua época de SBT, como o Táxi do Gugu. Você tem os direitos sobre todos os quadros?

G.L. – Estes quadros foram concebidos por mim e por minha equipe, que ainda está comigo na GGP. Alguns deles, inclusive, já foram copiados ou adaptados por muitos programas nesses anos todos.

Em seus programas vespertinos, havia brincadeiras sensuais, como a Banheira do Gugu (em que os convidados, de biquíni e sunga, pegavam sabonetes na água). Agora que o novo programa vai ao ar à noite, você vai poder ousar mais?

G.L. – A Banheira foi revolucionária e ousada. Hoje, se eu colocar o quadro no ar às 22h30, pode ser que não seja tão ousado. A novela, as séries e outras atrações fazem coisas muito mais chocantes. Nossa ideia é divertir e entreter o público e é ele que vai nos dizer o que quer no programa. Temos uma pesquisa que aponta o que os telespectadores que me acompanham querem ver. Vamos seguir este estudo.

Você está há décadas na TV. Como avalia você mesmo como apresentador hoje?

G.L. – São mais de 35 anos de estrada. Nessa minha trajetória, conquistei experiência, maturidade e serenidade. Aprendi a lidar com a pressão. Mas a minha essência não mudou, continuo com meus sonhos. Formei uma família linda, e hoje estou preparado para novos desafios.

Segundo a Record, a Xuxa será em breve sua colega de emissora. Ficou alguma rusga pelo processo contra seu programa, após fotos sensuais dela terem sido mostradas no ar?

G.L. – Nenhuma. Somos amigos há tantos anos e sempre tivemos uma relação ótima. Aquilo foi um erro, mas, felizmente, já é passado. Eu estou muito animado com a possível vinda da Xuxa para o time. Estou na torcida e quero que ela vá ao meu programa. Isto é uma intimação!

******

João Fernando, do Estado de S.Paulo

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem