Sábado, 11 de Julho de 2020
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1074
Menu

VOZ DOS OUVIDORES >

Mara Gama

29/06/2010 na edição 596

‘É fácil acompanhar os jogos com o Placar da Copa. A ferramenta evoluiu e se tornou uma plataforma de múltiplas inserções, espaço que reúne informações vindas de várias fontes, em tempo real.

No quadro que vai adicionando lances dos jogos, acho que alguns ajustes seriam benvindos.

Hoje, os comentários inseridos pelos blogueiros e pela Folha.com aparecem com crédito. Os comentários ‘da casa’ (da Redação do UOL) não são creditados. Eles surgem sempre ao lado do marcador de tempo.

Acho que a diferença cria confusão. Todos os comentários deveriam ser creditados, mesmo que seja um crédito como ‘Da Redação do UOL Esporte’. Para o público, não fica nada claro que os comentários não-identificados são da Redação.

Outro problema é a rolagem da página.

Por causa da atualização contínua (refresh) necessária para que as novas informações apareçam no quadro, não é possível ler ou reler tranquilamente os comentários anteriores durante o jogo.

A cada minuto, a página é remontada com a última informação na cabeça. Se você estava lendo algo no meio, perde a navegação, é jogado no topo e é obrigado a caçar de novo a parte que estava lendo.

Deixar que o leitor escolha se quer que a página tenha rolagem automática ou não (como ocorre nas salas de bate-papo) poderia ser interessante para dar mais conforto de leitura ao Placar.

Pesquisa eleitoral de novo

Pesquisa Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) para a eleição presidencial, divulgada no último dia 23, mostrou a candidata Dilma Rousseff (PT) com 40% das intenções de voto, o candidato José Serra (PSDB) com 35% e 9% para a candidata Marina Silva (PV). Votos brancos e nulos somaram 6%. Não responderam 10% dos entrevistados (a margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos).

O leitor Carlos considerou que o UOL escondeu a pesquisa. O leitor Sergio fez coro: ‘Muito estranho o comportamento jornalístico do UOL. Não vejo chamada para um fato político relevante, que é o resultado da pesquisa da CNI sobre as eleições. Estranho essa atitude de um portal que se quer democrático. E olha que nem sou petista’

A Redação contestou: ‘A pesquisa Ibope que colocou Dilma à frente de Serra ocupou a manchete do bloco de destaques da home page, logo abaixo da área reservada à Copa do Mundo’, disse Alexandre Gimenez, responsável pela edição da home page do UOL.

De fato, a chamada ficou das 17h do dia 23 as 5h da manhã do dia 24 como primeira manchete não-esportiva da página. Depois, passou para o segundo posto, onde ficou até as 7h.

A Redação julga suficiente a exposição, sem mais comentários. Os leitores que reclamaram, não. A ombudsman acha que seria importante reservar espaço para manter os placares das pesquisas no ar, por um tempo determinado na home page, como já foi exposto aqui no blog.

Aval de especialistas

O leitor Abilio escreveu para a ombudsman revoltado – com razão- com um texto sobre comportamento que leu no UOL nesta sexta, 25 de junho.

‘Como se tornar uma mulher que todo homem quer namorar’ traz o depoimento de uma mulher que diz confiar totalmente em si mesma porque se considera ‘bonita, independente, bem-humorada e inteligente’.

‘Hesitei um pouco antes de fazer os comentários aqui descritos mas não me contive perante o absurdo apresentado já que coloca as mulheres numa posição em que, como já dizem os vários veículos de comunicação e principalmente novelas, somente atingido alto nível intelectual, social, financeiro e físico (aparência) seriam capazes de se tornarem ‘‘mulheres interessantes’’ ao sexo oposto. Espero que este tipo de reportagem seja revista antes de ser exposta no site do UOL, que como todos sabem, é visitado diariamente por milhões de pessoas e aposto que não sou o único que ficou revoltado com ela. Peço desculpa pela sinceridade e espero que minha opinião seja levada a sério como um usuário diário do UOL’.

O texto é de fato sofrível. Repleto de chavões, usa depoimentos de médicos para avalizar opiniões de almanaque, que nada têm de científicas, não se relacionam a nenhuma pesquisa comportamental ou coisa que o valha. Preguiçoso, tem apenas um depoimento de onde se tira uma regra que vira ‘dica de sucesso’.

O tema comportamento está se expandindo no UOL. Já que decidiu entrar nesta área, o UOL tem a obrigação de ao menos tentar fazer algo novo, esclarecedor, informativo, sem preconceitos e instigante. Tudo o que este texto que desagradou o leitor não é.

***

Ainda sem previsão do tempo na homepage (23 de junho)

‘Gostaria de voltar a ter um ícone na pagina principal da UOL para acessar a previsão do tempo. Antes apareciam as opções para São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, mas agora eu preciso ir ao índice, que é mais demorado’, escreveu Ana Lucia.

A Redação informou ontem que o recurso poder estar disponível na próxima semana, mas não garante. Faz falta.

Musas x musos = 232 a 41 (23062010 – 19h)

No momento, há 232 fotos de Musas das arquibancadas e 41 fotos de Musos da Copa nos álbuns de UOL Esporte. Os álbuns são realimentados constantemente e por isso o placar muda.

A diferença foi motivo de crítica. A leitora Vanessa mandou: ‘Olá! Acho que vocês têm que dar mais atenção ao público feminino, hein? Lamentável o álbum de Musos da Copa com apenas 36 fotos (a leitorora mandou a mensagem pela manhã e agora já foram colocadas mais 5 fotos), quando temos uns 700 jogadores pra tirar foto. Espero uma resposta de vocês, de preferência com muitas fotos dos gatos da Copa 😉 ‘.

Na primeira semana de jogos, o UOL foi criticado por não colocar no álbum das musas imagens de mulheres e garotas negras. O editor de Esporte negou preconceito da equipe na seleção e explicou. ‘Há mais de uma dezena de negras no álbum. De fato, os fotógrafos priorizam os padrões europeus de beleza ao retratarem o público, mas há na coletânea veiculada pelo UOL também dezenas de belas moças asiáticas’, disse Murilo Garavelo.

No álbum de musos, o mesmo raciocínio não pode ser aplicado. São 32 equipes e há muito material fotográfico disponível. E afinal, as estrelas da festa são os jogadores. O álbum está pequeno e pouco diversificado.

Destaque ao tema e tom das legendas não agradaram todos os leitores.

A leitora Marta escreveu: ‘Longe de moralismo, gostaria apenas de registrar que a análise e o enfoque do UOL sobre ‘‘os musos’’ e ‘‘as musas’’ da Copa é um conteúdo que não acrescenta valor ao esporte nem educação e cultura ao leitor. Ao contrário, me parece um discurso carregado de apelo sexista, desnecessário. Como exemplo, segue a legenda da imagem referente ao jogador Cannavaro.(…) a terceira foto de Cannavaro por aqui, mas ele merece, ainda mais estando só de cueca (a meia e a chuteira a gente deixa pra lá). Dá até pra esquecer a falha do zagueiro que originou o gol da Nova Zelândia no empate por 1 a 1 com a Itália (20.06)’’ Pelo bom jornalismo, pela não banalização do esporte, pelo compromisso por uma imprensa mais comprometida com a educação e menos com o erotismo sensacionalista, agradeço a reflexão que possa ser feita’.

***

Chuvas e destruição (22 de junho)

‘Gostaria de parabenizá-los pela excelente cobertura da enchente que está devastando o Nordeste. Mesmo não sendo assinante, acompanho diariamente as notícias do UOL e acho que o site se superou na cobertura deste triste episódio.

Acompanho outros sites e para mim ficou claro o descaso com que esta tragédia vem sendo tratada, com pouca informação, ou nenhuma, informações erradas e desencontradas, uma verdadeira falta de respeito.

Não estamos dando a devida atenção aos nordestinos, como demos às vítimas do Sul. Vejo pouquíssima mobilização por parte de outros estados e por parte do governo estadual e federal.’, escreveu Anabel.

Concordo que o UOL esteja dando o destaque merecido ao assunto.

Além disso, em reportagens maiores, como a publicada hoje sobre a verba liberada pelo governo, foram publicados vários links relacionados.

O problema é que nem todos os textos trazem a mesma riqueza de links. A reportagem que está agora destacada na home page do UOL (19h10) não traz nenhum referência aos demais conteúdos já publicados sobre o assunto.

Bolão

Leitores tem enviado dúvidas e sugestões sobre o Bolão da Copa no UOL. O bolão registra mais de 90 mil jogadores inscritos até a noite desta terça, 22 de junho. Não tem um canal de comunicação direto com o público.

O leitor Nathan escreveu: ‘Acompanho todos os jogos e marco todas as pontuações antes de cada partida, após as atualizações, verifico quantos pontos os participantes fizeram com o resultado, desde o 1° colocado até o décimo. Pois bem: não batem os resultados com as atualizações. Tem participantes que somam pontuação que não consta no regulamento. Estou com dúvidas sobre a veracidade desse bolão’.

O leitor Bruno criticou o sistema: ‘Quando acesso o jogo só consigo enviar ou alterar meus palpites e visualizar, parcialmente, o ranking atualizado. Onde vejo os primeiros colocados, a minha posição e algumas abaixo. Fui surpreendido com a existência de um Bolão de Celebridades, onde pude observar inúmeras funcionalidades as quais não temos acesso. Além do ranking completo, diferente do comentado acima, existe um resumo dos palpites dados por cada jogador, dos resultados finalizados e dos pontos obtidos, jogo a jogo, função que nós, não celebridades, não temos.

Segundo a equipe responsável pelo Bolão, a pontuação é determinada pelos seguintes critérios não-cumulativos:

10 (dez) pontos – participante que acertar o placar exato do jogo;

07 (sete) pontos – participante que acertar o resultado do jogo (time vencedor) e o número de gols de um dos times;

05 (cinco) pontos – participante que acertar o resultado, mas errar o placar do jogo;

02 (dois) pontos – participante que acertar o número de gols de um dos times;

Após o término do jogo, o sistema verifica as apostas de cada participante e atribui os pontos conforme o critério acima. Não há intervenção humana neste processo. O Bolão UOL usa as informações do Placar UOL. Após o término de uma partida, o Placar exporta o resultado para o Bolão. Por isso o processo de atualização de pontos não necessariamente se faz jogo a jogo. Pode acontecer de as pontuações de dois ou mais jogos serem computadas simultaneamente. O horário da última atualização está registrado acima do ranking. Para evitar risco de fraude, não é permitido visualizar as apostas dos demais participantes. Este cuidado evita por exemplo que o primeiro colocado copie todas as apostas do segundo para manter a distância. O Bolão UOL continuará a receber novas funções ao longo da Copa do Mundo e também em outros campeonatos de futebol, como Brasileiro e Libertadores.

Sobre o Bolão de Celebridades, a equipe informa que os participantes foram convidados especialmente para o jogo e por isso estão exibidas as suas apostas.

‘No caso do Bolão da Copa, com mais de 90 mil participantes, esta estrutura fica inviável e a proposta é diferente. Saber prévia ou posteriormente o resultado dos demais apostadores deixaria margem para fraude. Por exemplo, se você estiver na primeira posição do Bolão, bastaria copiar as apostas do segundo colocado para manter a distância. Ou, no caso das apostas consolidadas, você poderia descobrir que a estratégia do primeiro colocado é sempre apostar 1 x 0 para o time da casa. Mesmo que o resultado das apostas de terceiros não seja de domínio público, o Bolão do UOL foi autorizado e é auditado pela Receita Federal, órgão que impõe uma série de exigências para este tipo de interação com premiações. Não há risco de fraude.’, informa o editor de interação, Fabio Pancheri

O regulamento completo está publicado na página de abertura do Bolão.’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem